Oração e Intercessão

Ministério de Oração e Intercessão
Responsável: Presb. José Luiz Pires

 

A Igreja Presbiteriana de Curitiba tem diversas oportunidades para o exercício da oração: Temos as reuniões de oração das 18h de domingo. As reuniões das quintas 6h30 às 7h30. Esta reunião de oração foi ampliada para os 5 dias das primeiras semanas de cada mês das 6h30 às 7h30. Reuniões das segundas as 14h. Mulheres que oram pelos filhos. Pais que oram pelos filhos. Vigílias mensais de orações. E diversos outros momentos de oração. Enfim muitas oportunidades mas sempre poucos participantes deste privilégio, tesouro que Deus nos coloca a disposição.

A história recente da Vigília de oração que atualmente temos na IPCtba. nasceu do coração de Deus que falou a minha mãezinha (Ivoneide Carneiro Muchailh) e que obediente a voz do Pai, pediu autorização ao Rev. Juarez que prontamente apoiou a causa a alguns anos atrás. Sempre auxiliada pelos pastores e pelo Presb. Dr. José Luiz Pires, as vigílias foram ampliadas para algumas congregações, sempre colocando-se na brecha da igreja, líderes, famílias, enfermos, ministérios, missionários, país, nações e sempre como instrumento de edificação e maturidade espiritual do povo de Deus. Quando minha mãe adoeceu, me confidenciou que não conseguia mais tocar adiante seus trabalhos e ministérios, então disse a ela que não eram ministérios dela e sim de Deus, que ela não podia encerrar mas orar para buscar de Deus para quem entregar o bastão. Deus respondeu o pedido. Hoje eu tenho o privilégio e a responsabilidade de correr com este bastão na mão. Nunca será fácil tocar este trabalho que atrapalha o inferno e os intentos do mal, mas eu sei a quem eu sirvo. E afirmo que preciso de muita cobertura de oração e pessoas guerreiras com o coração voltados para esta causa, dispostas a fazerem parte deste ministério.

Os participantes de nossas vigílias de orações, assim como em diversas outras espalhadas pela face da terra e em diversos momentos da história foram surpreendidas pela poderosa ação de Deus em resposta as orações ali feitas.

Em 1 Tessalonicenses 5.17, o apóstolo Paulo e porta voz de Deus nos ordena “a orar sem cessar”. Orar em todas as ocasiões, sozinho no quarto, em comunhão com a igreja, em reuniões, cantando, dirigindo andando, antes de tomar decisões, em favor de outros, intercedendo, louvando, agradecendo, bendizendo e exaltando a Deus, invocando a presença do Espírito Santo, se submetendo a vontade do Pai, sempre apoiados nos méritos e poder do nome de Jesus, se humilhando em contrição, buscando  revelação, arrependimento, perdão, suplicando, vigiando, em silêncio, em voz audível, clamando, chorando, gemendo.....

Existem diversas formas de oração, diversos motivos para orar, mas o principal é buscar a vontade de Deus para nós e para Sua igreja.

Não existe igreja sem oração, não existe edificação da Palavra sem oração, não existe unção sem oração, não existe ensino da Palavra sem oração, não existe milagre sem oração, não existe cura, arrependimento e perdão sem oração.

Deus não precisa de nós para nada, nem para orar, pois Ele é criador e mantenedor de tudo que foi criado com a força de Seu poder, mas Ele quis e quer que seja assim. Deus é tão bom e amoroso que Ele quer que a gente faça parte dos milagres. Então Ele ordena: Bata que Eu abro, insista, persevere, busque que vai achar, peça que Eu darei.

É impensável crer nisto e não exercitar isso.

Oração não é dispensável, não é um apêndice, não é um acessório. Não há escolha para o verdadeiro crente entre orar e não orar.

Oração é base da fé do cristão. Oração é fundamental, é essencial. Oração complementa a vida espiritual e vem antes de tudo que se refere a este tema.

Quem não ora peca, enfraquece e se afasta de Deus.

Quem ora se aproxima do Pai, ouve a Sua voz, se fortalece, aumenta a intimidade com Deus, se torna vaso de benção, é transformado em coração humilde mas poderoso em Jesus.Quem ora se submente a vontade do Pai, tendo prazer em estar junto Dele, se derramando e se abrindo na presença amorosa de Deus, declarando a dependência real e inevitável.

A igreja que não ora morre.

Quem não ora tem uma fé triste e dependente de homens falíveis, limitados e passageiros.

Existem diversos ministérios e diversos dons, mas a oração é para todos.

A Igreja que ora cresce. Não somente ouve, mas vive milagres.

Quem persevera na oração é guerreiro do Senhor, do Todo Poderoso, do Rei dos exércitos, do dono do Céus e da Terra, dono da vida e da morte, o Eterno Deus da Glória.

Ouça o que a Palavra diz: “Desperta ó tu que dormes, levanta-te de entre os mortos e Cristo te iluminará”

Nossa guerra não é contra sangue e carne, por isso precisamos vigiar em oração, orando em todo o tempo no Espírito.

Tem gente que diz não ter tempo para orar. Oração é prioridade para o crene antes de tudo.

Os grande homens e mulheres de Deus, sempre foram e sempre serão homens e mulheres de oração. Homens e mulheres, guerreiros de oração, que investem tempo de joelhos no chão.

Tem gente que diz não saber orar. Na verdade ninguém sabe, mas podemos aprender, e a forma é falar com o Pai, abrindo seu coração, pensando somente Nele, não se preocupando com o que as pessoas vão pensar. Ele está ansioso por ouvir a tua voz e sentir a tua dependência Dele, mesmo que Ele já saiba tudo o que você vai falar. Ele é apaixonado por você e aguarda ansioso você bater, buscar e pedir.

Oração é uma ferramenta poderoso que Deus nos deu. Temos que saber usar.

A Palavra diz que Ele inclina seus ouvidos para ouvir nossas orações, diz que Ele recolhe nossas orações em taças de ouro.

Oração não é algo passivo ou algo mágico. É ação de fé, portanto ore, persevere na oração, busque em todo o temo e teu Pai que tudo vê te recompensará.

Diác. Reinaldo